Gestão de redes sociais: o que é e por que aderir?

gestão de redes sociais

Muitas pessoas ainda pensam que a gestão de redes sociais é algo que pode ser feito de qualquer maneira. Não basta ter um perfil nas mídias sociais, postar algumas coisas e esperar resultados altos. Estratégia e engajamento é o principal.

É preciso entender que a estratégia de usar as mídias digitais para um negócio precisa ser explorada da forma correta. Assim, é muito importante para a empresa contratar um profissional para gerenciar suas redes sociais.

Gerir as redes sociais com estratégia e atenção, cuidando dos dados é como uma bancada de trabalho para oficina, onde as redes sociais são ferramentas que precisam ser melhor exploradas ou então serão mal usadas.

Fazer o gerenciamento estratégico das redes sociais é olhar as métricas certas, analisar o que está dando certo e errado nas redes, quais posicionamentos estratégicos usar em determinadas situações.

Um exemplo são as redes de uma churrascaria entrega a domicílio, ao analisar e criar um meio de se colocar ali nas redes sociais, o gestor montará uma estrutura estratégica com vários elementos que remetem ao objetivo, que é vender e levar a carne até o cliente.

Se a empresa ainda não investe ou não óbtem bons resultados com as redes sociais, é de grande importância entender sobre gestão de redes sociais e buscar assimilar o que esse tipo de ação traz de benefício para o seu negócio.

Até serviços de limpeza de telhado a seco, se a empresa que os realiza estiver posicionada nas redes, terá muitos pontos positivos por parte de quem os adquirir. O gerenciamento das redes é muito importante para o retorno da empresa.

Conceito de gestão de redes sociais

A gestão de redes sociais são ações feitas dentro das mídias com objetivo de mostrar seu negócio, atraindo e fidelizando usuários com a perspectiva de chegar ao seu objetivo, que geralmente é atrair mais clientes para seu perfil pessoal ou para o do seu negócio.

O serviço de gerenciamento de redes sociais inclui entender os objetivos dos clientes, de forma que o planejamento estratégico de uma empresa ou de um profissional dentro dessas plataformas seja bem elaborado. 

É preciso definir o tipo de linguagem que será usada com a audiência das redes sociais, se ela estará mais focada no entendimento geral de todos, sendo ou não alguém que entenda do negócio, mas que seja algo compreensível a todos os acompanhantes.

Para isso, deve-se determinar a identidade visual da marca nas redes, como ela se apresenta visualmente nas suas imagens, vídeos e produções de arte.

Por exemplo, empresas que trabalham com higienização automotiva bancos podem fazer uma estratégia de mostrar os resultados de seus trabalhos diários, mostrando o serviço deles para os seus seguidores, e assim ganhando mais visibilidade e fidelizando eles.

O diferencial das redes sociais não é estar presente nela e, principalmente, não é um diferencial para nenhuma empresa estar atuante lá, seja peças para caminhão iveco ou outro ramo da mecânica automotiva.

Hoje em dia, quem se destaca nas mídias sociais são as empresas que olham para o valor dessas ferramentas e usam elas como meio de se comunicar com os seus clientes e como meios de promoção de suas marcas, produtos, serviços e conteúdo da empresa.

Cada vez mais empresas criam seus perfis nas redes sociais para se aproximar do cliente ou atrair mais, sem acabar deixando a concorrência passar na frente.

Muitas delas acabam começando sem nenhuma estratégia estabelecida e sem saber fazer o gerenciamento de suas mídias, por isso é necessário um profissional dessa área.

O que compete à gestão de mídias sociais?

São diversas as atribuições atreladas ao serviço de administração das redes sociais para fins comerciais previamente estabelecidos.

É possível citar, como a primeira de todas elas, a criação de pautas, que se trata de usar diversas ferramentas e estudos, onde uma agência faz a sugestão de ações de marketing e pautas de conteúdos mais recomendadas em função dos seus objetivos finais.

Depois, existe o acompanhamento das redes sociais, no qual o profissional ou agência vai acompanhar as tendências das redes sociais e as postagens que geram mais fidelização e engajamento.

Eles analisam os dados do perfil da empresa nas redes, as melhores hashtags, que se tratam das ferramentas que estão dando mais alcance a marca, e acompanham a concorrência, para dar ajustes nas suas estratégias de marketing.

Deve-se desenvolver conteúdos que gerem valor ao público, criando vídeos e textos, e utilizando as várias funcionalidades das próprias redes. Tudo focado no gerar valor para o cliente.

É preciso também fazer a distribuição de conteúdos em diferentes redes sociais, depois que eles são criados. O gestor das redes tem a função de agendar e postar os conteúdos nas plataformas da instituição ou perfil de uma marca pessoal.

É possível observar isso no exemplo de uma empresa de revitalização de piso de concreto, onde postar em diversas redes os resultados dos processos feitos e bem sucedidos pode ser uma excelente ideia.

Além disso, é essencial responder o cliente nas primeiras mensagens. É preciso salientar isso pois, em várias situações, o profissional de gestão fica encarregado de responder os seguidores, respondendo os comentários, mensagens no inbox, marcações.

Isso é importante para que, desta forma, o engajamento fique aquecido na paǵina e a empresa oferece um atendimento muito mais rápido e individualizado.

Junto a isso, é preciso se ater também a uma ferramenta chamada botão impulsionar, uma vez que as atividades do gestor incluem também o impulsionar de posts, que é uma tática de anúncios online pagos com objetivo de aumentar o alcance.

Por fim, existe também o relatório de resultados. Ele deve ser levado em conta pois, com uma certa frequência, serão levantadas as informações a respeito das atividades feitas, mostrando os dados de engajamento e alcance de todas as publicações.

Serão ilustradas também as conversões concluídas a partir dos posts. Assim, essa forma de mensurar os resultados e os medir serve para ajustes de tática do próximo mês, semana ou ano.

Em quais redes as empresas devem estar presentes?

O primeiro caminho é definir em quais redes sociais faz mais sentido o seu negócio se inserir. Pois, redes como o Facebook e Instagram, por causa de sua variedade de públicos, exigem que a maioria das empresas, não importa o ramo de negócio, façam presença nela. 

O Pinterest, por exemplo, faz mais sentido e pode ser que traga mais resultado para um e-commerce de roupas, ou de segmentos só visuais, como uma chapa galvanizada. Talvez ele não traga tanto resultado para empresa de serviços.

O segredo é saber onde o seu público está presente e lá estará o resultado. Para descobrir isso, na maioria das vezes a melhor forma será ir testando.

A empresa não sairá no prejuízo se criar um perfil em uma rede social e testar até descobrir o caminho a trilhar. Além do aprendizado, a porcentagem de chances da instituição encontrar o cliente e conseguir bons resultados para o negócio são muito maiores.

Isso pode soar como algo óbvio e sem novidade, mas nem todas as empresas dedicam esforço em descobrir em quais redes seus potenciais clientes estão e onde é que ela obterá melhores resultados com o gerenciamento de suas mídias sociais.

Trabalhar focado em obter resultados nessas ferramentas é o objetivo da gestão de redes sociais, quando olhada com carinho, como um meio de melhorar os resultados da empresa, essas táticas se tornam alavancas de crescimento muito fortes.

Vantagens em aderir a essa estratégia

Enfim, não seria de grande utilidade falar sobre a gestão de redes sociais sem apontar os seus benefícios em geral.

Manter uma certa linha fixa nas postagens frequentes de conteúdo de alta qualidade, vai trazer esses benefícios para as pessoas e empresas que se esforçam em investir na gestão de redes sociais:

  • A marca se torna mais lembrada;
  • Clientes e seguidores ficam mais receptivos;
  • Maior engajamento com a marca;
  • Mais facilidade para fidelizar o cliente;
  • Gestão eficaz nos momentos de crise;
  • Melhor retorno sobre o investimento;
  • Facilidade para mensurar resultados.

Se fosse possível falar de apenas uma dessas vantagens, seria o fato de poder mensurar os resultados. Diferente dos outros tipos de ferramentas de comunicação, as redes sociais dão uma certa autonomia para gerir os ganhos e melhorias nas táticas de comunicação.

Todos podem mensurar os resultados, fidelizar seus clientes, atrair mais eles, focar nas estratégias que geram mais conversões. E por preços baixos, comparados aos outros meios de comunicação.

Considerações finais

Como já deve ter sido possível perceber, não se pode desconsiderar o uso da internet para vender em uma empresa, independente de qual seja. Pois, se até a publicidade de uma locação de scanner de mesa pode ser feita aqui, então todas podem conseguir.

É preciso alterar a forma como as redes sociais são vistas e para assim aproveitar de maneira máxima as funcionalidades para promoção do crescimento da sua marca pessoal, seja o oferecimento de produtos ou serviços.

Não basta ter o perfil e fazer postagens aleatórias e esporádicas, é preciso dedicar investimento, planejar as estratégias e a frequência dos conteúdos. Dessa forma, a empresa terá muitos resultados significativos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.