Agile marketing: afinal o que é?

agile marketing

O agile marketing é uma abordagem de marketing tático na qual as equipes concentram seus esforços coletivos em projetos de alto valor. 

Completam tais projetos de forma cooperativa e sempre medindo seu impacto, melhorando os resultados ao longo do tempo. 

O marketing ágil é uma abordagem tática de marketing na qual as equipes identificam coletivamente projetos de alto valor sobre os quais concentrar seus esforços.

É comum equipes de agile marketing utilizarem sprints (períodos curtos e finitos de trabalho intensivo) para concluir esses projetos de forma cooperativa. 

O processo é impulsionado pelo feedback contínuo de personas e pela rápida reação às mudanças gerais no mercado.

A persona é um personagem criado pela empresa, onde é idealizado o cliente perfeito. 

Por exemplo, para uma empresa de ferramentas de construção, a persona poderia ser um estudante de arquitetura que trabalha meio período como auxiliar de construção, que vem a loja a procura de um kit rebolo para furadeira

Parece um pouco exagerado, mas em questão de construção da persona, quanto mais aprofundado e detalhado o personagem, melhor. Tudo baseando-se na observação dos clientes reais.

As equipes também podem determinar que um projeto não foi valioso e não deve ser repetido, o que também é considerado um sucesso. 

O agile marketing adota o fracasso desde que ele venha com lições e produza futuros projetos potencialmente poderosos.

Afinal, se uma aluna de uma escola com aula de moto iniciante decidisse parar com as aulas, pois ainda não conseguiu dirigir perfeitamente, nunca irá conseguir tirar sua carta e dirigir. 

A forma como a campanha trabalha torna-se mais clara quando se olha para o que normalmente são listados como os “valores” do agile marketing:

  • Respondendo à mudança seguindo um plano; 
  • Iterações rápidas em campanhas de big-bang; 
  • Testes e dados sobre opiniões; 
  • Pequenas experiências sobre algumas grandes apostas; 
  • Indivíduos e interações em grandes mercados; 
  • Colaboração entre a hierarquia.

Certamente é preciso uma estratégia abrangente para sustentar seus métodos agile, mas estratégia é algo em que todos os departamentos de marketing devem se concentrar, independentemente de como eles planejam implementá-la. 

Quer você use métodos colaborativos ou de cima para baixo para elaborar sua estratégia, você ainda pode lhe dar vida usando as técnicas de agile marketing. 

Se a estratégia é a estrutura do carro, a campanha agile é o motor, e também o serviço de guincho mensal, para o caso do carro não andar de primeira e precisar de uma ajudinha. 

O ABC do agile marketing

Há quatro características importantes que toda campanha de agile marketing bem-sucedida leva em consideração, sendo elas:

Trabalho em equipe e colaboração

A base do marketing ágil começa com equipes que, como o nome já diz, abraçam formas ágeis de trabalho. 

Panelinhas e hierarquias do trabalho devem ser substituídas por colaboração livre por meio de uma equipe. 

É como fazer dos cabos soltos e desconectados de um edifício, em uma bela antena coletiva predial, onde tudo que é informação, valores e ações são captadas de forma unânime e orgânica. 

Cada membro da equipe poderia estar envolvido em cada projeto de alguma forma, reuniões com toda a equipe e canais de comunicação podem ser usados para incentivar a interação dos grupos.

Tomada de decisão orientada por dados

Os marqueteiros agile adotam uma abordagem orientada por dados nas campanhas de marketing. Mesmo que todos os agentes modernos confiem em dados até certo ponto, as equipes que adotam a agilidade são impulsionadas por eles. 

Os marqueteiros adeptos a este método fazem constantemente novas experiências para aumentar o desempenho da equipe e confiam nos dados de análise para medir e ajustar seus esforços.

Por exemplo, se com uma das análises foi percebido um grande aumento da busca por locação de impressora laser colorida, a campanha agile irá focar um de seus sprints em implementar a marca dentro desse ambiente.

Lançamentos rápidos e interativos

As equipes de agile marketing frequentemente utilizam sprints, que são curtos períodos de tempo de trabalho árduo em que uma equipe trabalha para completar uma determinada meta. 

Assim como em uma reforma, se for decidido que o foco de parte da equipe será na implementação do serviço de cabeamento de rede residencial, então assim será. 

O ciclo de sprint permite que as equipes enfrentem quantidades menores de trabalho dentro do período e produzam liberações mais eficazes de trabalho. 

Por serem curtos, os sprints oferecem a capacidade de ajustar seu plano de ação, geralmente, dentro de duas semanas.

Aderência ao manifesto do agile marketing

Por último, as equipes de marketing ágil aderem zelosamente aos valores e princípios listados no seu manifesto, que apresenta cinco valores centrais e dez princípios que são cruciais para alcançar a agilidade do marketing, já citados anteriormente.

Estes valores e princípios sustentam todas as práticas que uma equipe escolhe empregar, tais como standups, sprints e pranchas kanban. 

Eles são o serviço de delivery  da campanha, fazendo a rápida entrega de pequenas encomendas em formato de software.

Frameworks do agile marketing

Existem algumas metodologias sobre como desenvolver e introduzir uma campanha de marketing ágil. São frameworks, guias conhecidos que utilizam softwares de análise e outros implementos para solidificar a estratégia de marketing.

É por meio dessas estruturas que você irá implementar sua campanha de agile marketing.

A estrutura scrum é a estrutura agile mais popular para desenvolvedores, a maioria dos profissionais de marketing ágil não se apega a uma estrutura específica para aplicação, de acordo com o manifesto. 

Ao invés disso, eles combinam práticas de kanban, scrum e lean para encontrar soluções para seus desafios de processo únicos. 

Os três tipos mais populares de estruturas de marketing ágeis que os marketeiros aplicam são scrumban (um híbrido entre kanban e scrum), kanban e scrum.

Scrum

Scrum foi a metodologia original para o desenvolvimento agile de software, é uma estrutura que cria uma cultura de transparência, inspeção, adaptação e foco em um subconjunto do trabalho de alta prioridade da equipe, através da prática de timeboxing

Timeboxing seria, ao pé da letra, o encaixotamento do tempo, ou seja, é o aproveitamento integral do tempo, onde há uma organização completa do calendário para cada etapa de trabalho.

Scrum consiste em dois componentes principais: cerimônias (eventos) e papéis. As quatro cerimônias do Scrum visam criar uma cadência regular e previsível para diferentes tipos de comunicação dentro da equipe e incluem:

  • Planejamento de Sprint;
  • Scrum diário (também conhecido como stand up diário);
  • Revisão da Sprint;
  • Retrospectiva Sprint.

O mestre do scrum e o proprietário do marketing desempenham papéis importantes em qualquer implementação da técnica, gerenciando o processo e o backlog, respectivamente. 

Nas equipes adeptas ao scrum, o scrum master e o dono do marketing tendem a convergir em uma só pessoa: o líder da equipe.

Kanban

Kanban é uma estrutura lean-agile que foi introduzida como um método de gerenciamento de processos para o trabalho do conhecimento muito depois do surgimento da estrutura scrum. 

Devido à sua natureza visual e ao impulso em direção à melhoria contínua, o Kanban rapidamente atraiu a atenção dos agentes de marketing. 

Esse framework exige que as equipes de marketing visualizem todas as etapas do processo e cada item de trabalho que passa por ele. 

Isto ajuda as equipes  a gerenciar seu processo, limitar o número de projetos e ajuda a melhorar a eficiência.

O método Kanban tem seis práticas fundamentais:

  • Visualizar os fluxos de trabalho;
  • Limitar o trabalho em andamento;
  • Gerenciar o fluxo de trabalho;
  • Tornar explícitas as políticas de processo;
  • Estabelecer ciclos de feedback;
  • Melhoria contínua.

No cerne do Kanban está um paradoxo que pode ser contra-intuitivo para novas equipes agile: ao limitar a quantidade de trabalho realizado, a equipe se torna mais produtiva. 

Assim como o vidro, que consegue fazer sua função de estar presente, mas parecer que não, encontrado em qualquer vidraçaria mais próxima.

Scrumban

Scrumban é, de longe, a abordagem híbrida mais popular para o marketing ágil. Ela representa uma combinação flexível de práticas tanto do scrum quanto do kanban. 

O método é altamente personalizável e dependendo de suas preferências e contexto organizacional, pode se parecer mais com qualquer uma das duas estruturas puras.

O Scrumban é adequado para equipes que já têm alguma experiência com a metodologia Agile. Ele ajuda a compreender os valores, papéis e práticas do scrum e do kanban. 

Em sua essência, Scrumban reúne alguns dos componentes estruturais do scrum, juntamente com a natureza de atração e reação do kanban. Por ser uma abordagem híbrida, cada equipe tende a implementar o Scrumban como melhor lhe convêm.

Considerações finais

Em resumo, desde que o agile marketing foi desenvolvido, há cerca de uma década, os agentes de marketing fizeram grandes progressos.

Assim, as equipes de marketing ágil compartilham várias características em comum, como o lançamento frequente de campanhas, ênfase na experimentação e um foco extremo no cliente. 

Os benefícios superam de longe qualquer desafio de transformação das equipes de marketing, uma vez que essas equipes frequentemente vêm maior velocidade e produtividade, transparência de processos e flexibilidade. 

Embora existam várias abordagens diferentes para fazer o agile marketing acontecer, não se precipite em nenhuma delas. 

Comece construindo a mentalidade ágil primeiro, coloque as práticas agile em seus processos gradualmente, e teste antes de fazer tudo isso. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.