Canal no Youtube: saiba como a plataforma pode ajudar o seu negócio

Algo que ninguém pode negar é o quanto as redes sociais, a internet e a tecnologia como um todo têm mudado nosso estilo de vida, tanto pessoal quanto profissionalmente, um dos maiores exemplos disso é o mega sucesso do YouTube.

Criado em 2005, na Califórnia, por três programadores que já tinham sucesso no meio digital (eram funcionários do PayPal), não demorou muito até essa plataforma de vídeos se tornar a maior do mundo, agora chegando a uma receita de mais de R$ 35 bilhões.

Uma das manobras que mais ajudaram nisso foi a compra da plataforma por ninguém menos que a Google Inc., que hoje é dona do YouTube e já o integrou, como no caso da rede de display de anúncios, que inclui banners no site de vídeos.

Esse também é um dos motivos pelo qual essa rede social se popularizou tanto, a ponto de que hoje é possível encontrar ali vídeos sobre qualquer assunto, desde como fazer caneca personalizada acrílico até influenciadores digitais que falam de diversos assuntos.

Anteriormente já havia o conceito de vlogs, que nada mais eram do que blogs voltados para produção de vídeo. 

Porém, a usabilidade e a navegabilidade deles era totalmente diferente, ficando muito abaixo da interação que as mídias sociais permitem.

Hoje em dia já não é segredo para ninguém que os famosos youtubers, que são as pessoas que têm contas de sucesso na plataforma, se tornaram verdadeiras celebridades. Algumas ficaram milionárias e chegaram a fazer sucesso na televisão e no rádio.

Segundo dados de coleta do próprio YouTube Insights, hoje essa plataforma é tão gigantesca que ela é capaz de gerar mais de 100 milhões de views por dia, sendo que a cada minuto do dia mais de 400 horas são gravadas e postadas ali.

Portanto, tornou-se algo humanamente inabarcável, que só os algoritmos são capazes de administrar. 

Por isso, quando você procura por algo como limpeza de carpete empresarial, existe uma inteligência artificial que traz os melhores resultados para você.

Aí é que entra o tema sobre como criar conteúdo de valor no YouTube, já que a concorrência pela atenção dos usuários se torna cada dia mais acirrada. Com este artigo, vamos responder todas essas perguntas e muito mais.

Inclusive, já não se trata apenas de dar dicas práticas, mas também de embasá-las em conceitos e características muito claras que possam tornar você e sua marca uma autoridade entre os demais youtubers de sucesso.

Também assim, damos vários exemplos concretos sobre como os principais segmentos do mercado podem empreender esse tipo de estratégia, explorando também os benefícios e vantagens que se pode esperar no curto, médio e longo prazo.

Até porque, um dos maiores diferenciais desse recurso é que hoje o YouTube realmente já pode ser estratégico para qualquer tipo de empresa, tanto as que prestam serviço como montar tenda eventos, quanto aquelas que vendem produtos populares.

Basta que a marca saiba criar conteúdo e se posicionar, que com o tempo o sucesso vem. 

Deste modo, se o seu interesse mais genuíno é entender como isso tudo se tornou possível e mudar a história da sua empresa, basta seguir adiante até o fim do texto.

O que é e por que fazer?

Ao falar sobre as características e conceitos principais do YouTube, nos deparamos com a questão da definição técnica desse tipo de rede social, bem como com a questão das razões pelas quais vale a pena investir tempo e até dinheiro nelas.

Basicamente, trata-se de plataformas digitais que integram conteúdos audiovisuais criados por pessoas de todos os tipos, desde marcas e influencers até professores ou simples amadores que fazem isso por hobby.

Um dado fundamental para entender melhor do que se trata e por que vale a pena fazer parte dessa revolução, é compreender o perfil de compra e de consumo das novas gerações.

Hoje se alguém quer consumir algo como uma etiqueta personalizada para bolsas, essa pessoa não vai esperar uma indicação boca a boca, como era antes.

A primeira coisa que ela faz é puxar o celular e pesquisar uma loja que preste esse serviço ou venda esse produto específico. 

Assim, a digitalização dos hábitos de compra é algo que potencializa ainda mais o YouTube.

Além disso, ele também lida com audiovisual, que é algo que tem forte apelo com as novas gerações, lembrando aquela regra de que uma imagem diz mais que mil palavras. 

No caso do YouTube, podemos dizer que um vídeo diz mais de mil imagens.

Além da versatilidade dessa plataforma, que pode ser acompanhado por vários equipamentos e dispositivos tecnológicos, tais como:

  • Laptops;
  • Desktops;
  • Smartphone;
  • Smart TV.

Sem falar em dispositivos ainda mais disruptivos, pelos quais é possível não apenas assistir, mas também gravar vídeos e fazer uploads deles, como os consoles de videogames e até mesmo os smartwatches, que são relógios inteligentes.

Agora, imagine quando uma marca de quadros personalizados aprende a gerar conteúdos ricos, que dialogam com seu público, atraindo cada vez mais visitantes, gerando leads e oportunidades todos os dias, por meio do YouTube.

Certamente, ela vai começar a vender muito mais, aumentando sua receita e sua lucratividade graças a essa plataforma de vídeos, como fica claro adiante.

1. Conheça bem seu público

Um dos principais modos como a plataforma pode ajudar o seu negócio é fazendo essa ponte entre a marca e o público-alvo.

Entretanto, para isso é preciso conhecer o próprio público, que hoje precisa ser tratado como uma persona ou um avatar, com base em dois ou três perfis semi fictícios.

Assim, se a firma lida com aluguel de sala por hora, é preciso fazer pesquisas e estudos sobre seu público, inclusive por meio de outras redes sociais.

Depois de criar esses perfis com nome e até foto de pessoas reais, seus vídeos vão se tornar muito mais assertivos, por se endereçarem para quem realmente tem interesse em seus conteúdos e soluções comerciais.

2. O marketing de conteúdo

Um ponto fundamental é ter no horizonte que seus vídeos precisam entregar algo de valor para o público, resolvendo alguma dor que ele tenha.

Quem prova isso é o marketing de conteúdo e o inbound, que se focam em prospecção passiva. 

Portanto, em iscas digitais que vão conquistando o cliente aos poucos, em vez de falar toda hora sobre dinheiro, vendas e promoções arrasadoras.

Hoje vídeos do tipo “10 motivos para contratar uma babá” têm um potencial muito alto de serem vistos, compartilhados e gerar engajamento real.

3. A agenda editorial

Muita gente começa a criar conteúdo no YouTube com toda empolgação, trazendo contribuições realmente bacanas, mas logo desanimam.

De fato, criar conteúdos frequentemente pode não ser tão simples assim. Na verdade, com certeza as dificuldades virão, como o famoso bloqueio criativo.

Portanto, se a empresa lida com etiqueta tag personalizada, o mais indicado é que crie uma agenda editorial, listando todos os conteúdos que podem ser desenvolvidos no curto, médio e longo prazo.

Assim o bloqueio não vem nunca, você já se antecipa na criação e também consegue trabalhar com folga, em vez de estar sempre atrasado e sufocado pela rotina.

4. Use os vários formatos

É preciso lembrarmos que os vlogs, enquanto evolução dos blogs, já são um modo de provar que é importante criar conteúdos em vários formatos.

Basicamente, já se foi o tempo em que bastava escrever artigos e disparar e-mails. Hoje é preciso diversificar em termos de multimídia, e até de proposta.

No caso dos vídeos, além de simplesmente ligar a câmera e começar a falar, você pode propor formatos mais bacanas. 

Por exemplo, toda semana é gravado um vídeo de perguntas e respostas, em que interage com o que seu público manda.

Depois, pode gravar vídeos que oscilam entre tutoriais, reviews e workshops. Sem falar nas famosas lives, que você pode promover trazendo convidados que sejam uma autoridade no seu segmento.

5. Impulsione seu crescimento

Por fim, é muito comum o erro de criar conteúdos, subir os vídeos na plataforma e ficar esperando até que os clientes encontrem seu canal.

Na verdade, é preciso ter uma estratégia de crescimento e impulsionamento dos seus vídeos. 

O primeiro modo é por meio de otimização, sendo que títulos que usam palavras-chave e hashtags podem ajudar e muito a disseminar seus melhores materiais.

Outra maneira diz respeito a anúncios, como quando uma papelaria que vende envelope A4 personalizado faz YouTube Ads (Advertising), para que seus conteúdos sejam entregues para mais usuários.

Esses anúncios ainda têm a vantagem da segmentação, de modo que você paga para aparecer apenas para um público que tem sinergia com seu produto ou serviço.

Além de que eles permitem emitir relatórios diários de desempenho, o que ajuda na hora de refazer as estratégias e decidir quais continuam e quais devem ser interrompidas.

Conclusão

Portanto, falar em YouTube e redes sociais como um todo equivale a falar dos maiores veículos de mídia do mundo ou mesmo das maiores vitrines comerciais da atualidade.

Com as informações básicas e as 5 dicas práticas que demos acima, qualquer um já pode começar a criar conteúdos de valor, extraindo deles os melhores resultados.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.