Aplique essas técnicas para melhorar o feedback com clientes

Você já ouviu a expressão popular “diga-me com quem andas, que direi quem tu és”? Ela pode ser aplicada ao conceito de feedback no mundo corporativo, e principalmente, no atendimento ao cliente.  

Na língua portuguesa, a palavra “feedback” significa “comentário” que por sua vez, significa observação, análise, opiniões expressas sobre um determinado fato ou assunto.

No mundo hiperconectado em que vivemos, as interações entre cliente e empresa têm sido cada vez maiores. 

Por meio de avaliações em páginas da internet, é possível demonstrar tanto a satisfação, quanto a insatisfação. 

Além dos apontamentos que podem ser feitos pelo público externo, a cultura das devolutivas pode ser aplicada, principalmente, no ambiente corporativo, proporcionando um aprimoramento do desempenho de cada colaborador.

A alta performance da equipe de uma empresa, consequentemente, refletirá nos serviços oferecidos e repassará seus valores aos clientes, que terão uma imagem positiva frente à postura de seriedade e organização.

O mesmo pode ser aplicado aos negócios de microempreendedores que realizam vendas via internet. Ter uma boa reputação é essencial para um crescimento constante.

Os resultados das ações determinam o sucesso de um negócio, portanto, estar atento ao que o público-alvo tem a dizer é uma chance de aprimorar, cada vez mais, o desenvolvimento empresarial. 

Um alinhamento transparente traz benefícios como:

  • A identificação de pontos fracos e fortes;
  • Aumento da interação entre público interno e externo;
  • Maior motivação;
  • Engajamento de uma equipe.

Mas, afinal, como isso se aplica na prática? Veja alguns casos a seguir e entenda.

A importância do feedback do cliente 

Imagine o caso de uma empresa de limpeza de estofados que presta serviço há aproximadamente dez anos no mesmo bairro.

Os clientes que já tiveram contato com as limpezas realizadas conhecem a qualidade, eficiência e profissionalismo por parte da empresa, o que tem gerado um fato curioso.

Em todas as casas e locais visitados pelos profissionais, as pessoas perguntam se a empresa também oferece outros tipos de limpeza, entre os mencionados, o serviço de limpeza de colchão box.

 A forma de atendimento, que já havia sido devidamente estudada, atendeu de forma tão satisfatória os clientes, que criou uma nova oportunidade de negócio e passou a ser referência na região.

Todo esse cenário, consequentemente, se transformou em feedbacks positivos para os prestadores de serviços e para um público-alvo potencial, em todas as mídias sociais utilizadas pelo empreendimento.  

Novamente essas devolutivas positivas motivaram a empresa a criar uma nova categoria de trabalho, como a limpeza de cadeiras de tecido. Esse crescimento acabou avançando, também, para os bairros vizinhos.

A fórmula para um resultado financeiro satisfatório não consiste mais no alto número de vendas e no investimento de propagandas, mas na oportunidade de proporcionar experiências memoráveis aos seus clientes.

Aliar-se ao público de forma positiva causa grandes impactos. O mesmo poderia acontecer na situação em que um outro prestador de serviço, como um desmontador de móvel, tivesse uma boa avaliação do seu desempenho.

Com a forte presença da internet, prevenir é remediar. Portanto, prezar por qualidade e uma boa reputação ativará, consequentemente, a ferramenta de marketing viral, ou seja, um aumento exponencial da empresa.

Quais técnicas utilizar para melhorar o feedback com o cliente?

Após compreender o que é feedback, qual a sua importância e como ela influencia em um negócio. Aprenda a seguir sete técnicas para melhorar a experiência com o cliente.

1. Reuniões frequentes com a equipe de atendimento

Imagine que você seja o gerente responsável por uma empresa de grande porte que realize vendas de bateria heliar 60 amperes

Por conta do grande número de funcionários, não é possível ter uma noção exata do seu desempenho. 

Para um controle da equipe responsável pelo atendimento ao cliente, é recomendável que sejam realizadas reuniões frequentes. Com isso será possível compreender o nível de satisfação de seu público.

2. Testes de usabilidade do produto ou do serviço

Do produto mais simples, como um pin broche personalizado ao mais complexo, como o mencionado anteriormente, é aconselhável que haja testes de usabilidade antes de sua comercialização.

Umas das premissas da UX (User Experience) é realizar um protótipo do produto, para que ele seja avaliado por um determinado número de pessoas, antes de migrar para o mercado.

Esses testes podem ser realizados tanto com produtos, quanto com qualquer tipo de serviços, por exemplo, o serviço de entrega

Isso pode evitar muitos problemas futuros em relação à experiência e satisfação do público-alvo.

3. Acompanhamento de pesquisas dentro do site

Para isso, é possível contar com a plataforma Analytics, que auxiliará na mensuração de suas ações online e na compreensão do engajamento de suas plataformas.

Ela permite a compreensão de quais são os gatilhos ativados nas pessoas e o que as motivam a clicar em determinados anúncios. 

Além de entender, qual propaganda é mais atrativa e qual é o produto mais requisitado.

4. Realização de pesquisas de satisfação

Nada melhor que ouvir o que o cliente tem a dizer. Imagine o caso de uma empresa responsável pela decoração de festas, que oferece, inclusive, a produção de banner para aniversário personalizado.

Ela é responsável por um momento de extrema importância para o cliente, que acontece apenas uma vez ao ano. Portanto, nada pode sair do eixo e gerar frustrações.

Para uma constante melhora da empresa, é importante que realize pesquisas de satisfação, para entender como aprimorar ainda mais os seus serviços, proporcionando uma máxima experiência.

5. Investimento em um pós-venda

Após efetuar uma venda, é primordial que o vendedor realize um atendimento para compreender se as expectativas do cliente foram atendidas de forma plena. 

Pedir um feedback neste momento, mostrará que você se preocupa com ele. A empatia é a melhor aliada do seu negócio. 

Portanto, coloque-se no lugar do público em questão, abrace suas dores e procure soluções que possam saná-las.

6. Feedbacks de ex-clientes

Se alguém deixou de comprar produtos em sua loja ou deixou de contratar serviços, é hora de rever quais os seus pontos fracos e como você pode melhorá-los.

Para conhecê-los, nada melhor do que ouvir o que os ex-clientes têm a dizer sobre as experiências passadas, sejam elas negativas ou positivas. Busque compreender se a decisão de fim da parceria é definitiva.

Esses apontamentos podem ser coletados por meio de pesquisas ou, no caso do e-commerce, por exemplo, com um e-mail que tente entender o porquê da desistência de uma compra.

7. Monitoramento das mídias sociais

Além de ter uma noção de como anda o desempenho das páginas de sua empresa, o monitoramento das mídias sociais permite o acompanhamento da evolução de cada canal.

Para isso, é necessário acompanhar as menções à marca e analisar as respostas e feedbacks dos produtos e até mesmo atendimento, por meio de seguidores e visitantes da página.

É importante lembrar que, nestes casos de feedbacks públicos, os negativos devem ser mantidos e respondidos de forma a tentar solucionar o descontentamento do cliente.

Um gerenciamento de crise é essencial em momentos desse tipo. Portanto, se receber comentários críticos, não os apague ou desconsidere, apenas responda de forma prestativa e empática.

Faça da era digital a sua aliada e gere benefícios com seu uso, não esqueça que é possível viver uma vida de transformações tecnológicas, e ao mesmo tempo, preservar a essência e qualidade de seu negócio.

Considerações finais

Como disse Philip Kotler, “a melhor propaganda é feita pelos clientes satisfeitos”. Portanto, para que isso ocorra, é essencial que uma empresa saiba como gerar essa satisfação.

Não é possível aprimorar um produto ou um serviço, se não há conhecimento sobre as expectativas do público. Somente com uma coleta constante de feedbacks haverá um aperfeiçoamento.

Com a realidade hiper conectada em que vivemos, as ferramentas de marketing digital podem ser grandes aliadas para uma compreensão cada vez mais exata e assertiva.

O antigo marketing 1.0, que tinha como conceito central a produção de um portfólio de produtos atraentes, deu lugar ao atual marketing 4.0, focado no comportamento, experiência e satisfação do público.

Em meio às muitas avaliações recebidas, deixe claro aos clientes que suas pontuações e críticas foram acolhidas e consideradas e que, com isso, haverá uma melhora para futuras parcerias.

Além disso, é essencial que essa cultura de feedbacks seja cada vez mais incentivada e valorizada, tanto no relacionamento com o cliente, quanto no relacionamento dos colaboradores de uma organização.

Receber um feedback pode incentivar a equipe a trabalhar cada vez mais o seu desenvolvimento, para que ocorra a conquista de uma alta performance, e consequentemente, a evolução interna refletirá nos ambientes externos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.