Saiba quais são os desafios de um gestor de marketing para startups

startups

Investir na construção de uma boa gestão de marketing para as startups é fundamental para o sucesso, mesmo que o produto/serviço entregue seja impecável. Isso porque o marketing é a base do crescimento e da consolidação de uma empresa no mercado.

Isso porque, em 2021, cerca de 86% dos consumidores prefeririam gastar mais em serviços premium do que economizar no valor de um produto, segundo dados publicados em pesquisa realizada pela RightNow.

E, graças aos avanços tecnológicos e a uma presença online cada vez mais densa e à facilidade de comunicação entre as organizações e os seus públicos-alvo, tem levado à criação de experiências personalizadas e ao desenvolvimento e gestão de startups.

Afinal, o que é marketing e o que um gestor desta área faz?

Um bom marketing envolve uma série de estratégias que visam a divulgação de um determinado produto e/ou serviço para criar uma aprovação com os clientes e, assim, construir uma ideia de necessidade.

Como resultado, um profissional que trabalha com gestão estratégica de marketing e vendas pode facilitar:

  • Construção de marca;
  • Divulgação dos serviços e produtos da empresa;
  • Criar um conceito de autoridade no assunto;
  • Alcançar um público mais amplo e diversificado;
  • Economize em campanhas publicitárias.

Tudo isso é feito por meio de serviços mais interessantes, construindo uma visão mais positiva da empresa, dos produtos e serviços disponíveis. É por isso que todas as etapas da jornada do consumidor são tão importantes.

Dessa forma, a construção de um plano de marketing mais completo deve envolver toda a área de publicidade e desenvolvimento de produtos para garantir um alinhamento e análise mais completos das necessidades do cliente e da empresa.

Até mesmo a satisfação dos funcionários pode interferir no processo de construção da imagem da organização junto ao público externo.

Por isso, o RH precisa ter o cuidado de selecionar e encontrar colaboradores altamente qualificados – com formação em gestão de marketing e vendas – e que saibam como é o dia a dia para trabalhar com o departamento de marketing.

Não podemos esquecer que, além de ter uma boa seleção de funcionários, o gestor de marketing deve garantir que os resultados sejam positivos e que a equipe trabalhe em sintonia.

Qual a importância do marketing para as startups?

O marketing de relacionamento é apenas uma das técnicas de promoção e captação de clientes, podendo ser mesclado com diversas outras estratégias. No entanto, continua a ser a base para o crescimento e consolidação dos negócios.

Isso porque quando um cliente tem uma experiência negativa com a empresa, a qualidade do produto ou a utilidade do serviço, ele tende a não comprar da empresa novamente e também divulga essa má recepção para familiares e conhecidos.

Segundo a Glance, é difícil para uma marca com imagem negativa recuperar sua reputação e clientes, pois para cada avaliação negativa, a empresa precisa de uma média de 12 boas experiências para equilibrar a perda.

Com isso, só no Brasil, em 2018, as empresas que cometeram erros no processo de atendimento e maltrataram seus clientes coletivamente sofreram um prejuízo econômico equivalente a R$400 bilhões.

Iniciar um déficit que, de acordo com cursos de gestão financeira tecnologo ead é muito desafiador e pode deixar grandes prejuízos para a empresa.

Por outro lado, clientes satisfeitos com o produto e fiéis à marca gastam 67% a mais do que novos leads, segundo a Brain & Company.

Portanto, reter apenas 5% dos clientes existentes pode representar até 95% do crescimento total do lucro.

Além de todas essas va

tagens, as ações de planejamento e marketing necessárias para facilitar esse relacionamento com os consumidores costumam custar até 7 vezes menos do que o investimento necessário para atrair novos compradores.

Quais são os maiores desafios de um gestor de marketing nas startups?

Segundo informações divulgadas pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do IBGE, em 2019, aproximadamente 82,7% dos domicílios brasileiros tinham acesso à internet e redes sociais.

Essa conectividade facilita para as empresas construir relacionamentos mais próximos com os consumidores e o público.

Dessa forma, essas organizações podem usar ferramentas como blogs e plataformas de mensagens para criar campanhas de fidelidade mais eficazes e baratas.

Entretanto, esses números não garantem que tudo o que estiver na internet será visto e aceito pelo público e, nessa altura, está um dos maiores desafios de um gestor de marketing: a alta concorrência.

Dentre as formas mais eficazes de aplicar uma estratégia de marketing de relacionamento em um novo modelo de negócio, podemos destacar alguns desafios como:

  1. Não definir jornada de compra

O primeiro passo para desenvolver uma ótima experiência de compra e aumentar a satisfação do cliente é entender suas necessidades, mentalidades e preferências pessoais.

Para isso, é necessário entender toda a sua jornada de compra, a jornada que um cliente percorre desde o momento em que reconhece sua empresa, até o momento em que percebe que tem um problema que precisa ser corrigido, até o momento em que realiza uma compra.

E este pode ser um desafio dos gestores de marketing: conseguir definir uma boa jornada de compra dos clientes.

A fim de amenizar, os departamentos de vendas e marketing precisam identificar pontos de falhas de comunicação com o público, dificuldades de transação e barreiras na aquisição de clientes.

Por isso, um bom gestor de marketing precisa investir em formações como um bom curso gestão de startups para, assim, desenvolver boas estratégias para corrigir esses problemas.

  1. Falta de clareza no papel da empresa

As informações coletadas durante a construção da jornada de compra auxiliam na segmentação de clientes e na construção de estratégias de marketing para cada tipo de público.

Afinal, as necessidades e preferências dos grupos podem variar de acordo com as prioridades no momento da compra, por isso, é tão importante que o gestor de marketing atente-se a esse processo.

Por exemplo, um aluno que procura uma especialização de gestão de recursos humanos presencial e se preocupa com o valor do curso, tem requisitos diferentes de alguém que procura uma formação qualificada ou um professor que trabalhe no departamento.

Dessa forma, a realização do atendimento personalizado e o estabelecimento de um marketing de relacionamento mais satisfatório, dependem diretamente da construção do papel da empresa.

O conceito nada mais é do que pesquisar o perfil de um cliente ideal – alguém com maior probabilidade de concluir uma compra e ser fiel.

Definir essas características facilita o direcionamento de ações ou produtos personalizados que melhoram a experiência de atendimento e, assim, fortalecem a proximidade da empresa com os compradores.

  1. Baixa fidelização

Como mencionado anteriormente, as ações que incentivam a retenção de clientes são mais fáceis e baratas do que aquelas que promovem a aquisição de novos clientes.

A falta dessas estratégias pode gerar déficits na fidelização dos clientes e, consequentemente, diminuir o lucro.

Por isso, um bom gestor de marketing desenvolve planos para criar fidelidade como a distribuição de brindes sistematicamente ao público mais fiel à marca, preços mais atrativos, brindes exclusivos ou até mesmo por meio de pesquisas.

Dessa forma, investir em profissionais com cursos de gestão financeira empresarial e marketing é fundamental para construir uma equipe qualificada e construir incentivos de retorno mais efetivos.

  1. Falta de comunicação

O e-mail é uma das formas de comunicação mais pessoais, por isso as ações que envolvem esses canais são extremamente valiosas para aprofundar o relacionamento com o público.

Por meio do e-mail marketing, você pode se conectar mais de perto com os compradores, enviar mensagens de felicitações e oferecer conteúdos interessantes em datas relevantes, além de descontos especiais ou produtos exclusivos.

E mesmo tendo tanto potencial, muitos gestores de marketing encontram desafios em entrar em contato com os clientes.

Alguns se queixam da falta de ferramentas ou, até mesmo, de uma boa base de contatos.

Uma ótima maneira de encontrar novas pessoas para a sua lista de disparos é oferecer cursos, webinars e outros materiais exclusivos pode ser uma das melhores formas de conseguir essas conexões de potenciais clientes.

É por isso que, além de ter bons insights de marketing, um bom gestor precisa também ter formação em curso gestão de pessoas a distancia para conseguir ter uma melhor desenvoltura com o público.

  1. Falta de presença no mercado

A invisibilidade no mercado – principalmente o digital, pode vir a ser um grande desafio para um gestor de marketing.

Entretanto, as redes sociais existem no dia a dia das pessoas como forma de entretenimento e comunicação com amigos e familiares, além de meio de pesquisa de produtos, revisão de serviços e descoberta de novas marcas.

É por isso que plataformas como Facebook, Twitter, Instagram ou YouTube são tão importantes para o marketing de relacionamento.

Além de aproximar a organização dos potenciais consumidores, também pode divulgar a empresa e construir uma imagem corporativa.

No entanto, como as mídias sociais são naturalmente um nicho de mercado, a publicidade nesses ambientes é ainda mais lucrativa, pois permite direcionamento mais preciso e maior retorno nas ações de divulgação da marca.

Portanto, utilizar essas ferramentas pode conquistar novos clientes mantendo-os satisfeitos com o atendimento e atendimento, proporcionando retorno para essas pessoas, melhorando a credibilidade e os lucros gerais do negócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.